Compositor ou não?

Polêmica: Ozzy compositor ou não?
03/06/2009

 

Já vi muitas pessoas dizerem que Ozzy não compõe nada e que ao longo dos tempos sempre foram outras pessoas que criaram toda a base para seu grande sucesso. Depois das acusações feitas por Bod Daisley, que alegava ter escrito todas as letras para Ozzy até o álbum The Ultimate Sin e exigia por isso uma parcela maior nos direitos autorais, grande parte dos detratores de Ozzy começou a usar isto como argumento para levantar a bandeira de que Ozzy seria realmente um zero à esquerda. Porém, as acusações de Daisley não surtiram efeito judicialmente, pois ele perdeu o processo em todas as instâncias.

Por outro lado, é muito complicado analisar detalhadamente como era o processo de composição na época do Black Sabbath e em todas as fases da carreira solo de Ozzy, já que ninguém esteve junto das bandas para acompanhar esse processo. Partindo disso, notamos que a maioria das pessoas que consideram Ozzy incapaz de compor utiliza-se de suposições e não de fatos.

Fatos: Ozzy não é músico acadêmico, nunca teve nenhuma instrução musical. Sua escola foram os discos que ouvira desde a adolescência. Musicalmente falando (riffs de guitarra, harmonia etc.), ele pôde contribuir muito pouco realmente. Já em liricamente falando, Ozzy sempre colocou suas opiniões no Black Sabbath, que eram, na maioria das vezes, traduzidas de forma poética pelo grande letrista da banda, Geezer Butler. Em sua carreira solo isso mudou um pouco de figura, já que ele participou mais ativamente da composição de suas letras.

Mas qual seria, na verdade, a grande contribuição de Ozzy Osbourne que poderia credenciá-lo como compositor?

Eu digo com toda certeza que a personalidade vocal que Ozzy presta a qualquer música que ele cante pode credenciá-lo como parte criadora dela. Suas melodias, sempre carregadas de citações aos seus grandes heróis, os Beatles, eram um diferencial no som pesadíssimo que o Sabbath praticava nos anos 70. Em sua carreira solo isso foi ainda mais longe, pois essas melodias mais comerciais colocaram Ozzy num patamar de sucesso grande e duradouro que perdura até os dias de hoje. Realmente, as melodias de Ozzy são muito mais acessíveis a qualquer tipo de ouvido, por sua leveza e criatividade, do que aquelas carregadas de dramaticidade e influências operísticas que são a base de quase todos os vocalistas de heavy metal.

Somando-se essa habilidade ao seu timbre particular e exótico, podemos provar que qualquer música que tenha a participação de Ozzy no processo de composição terá grande carga de sua influência no resultado final. Basta pensarmos o seguinte: se discos como Volume 4, Sabbath Bloddy Sabbath e Sabotage, tivessem sido feito com a ajuda de outro vocalista, soariam com certeza de uma maneira totalmente diferente. O DNA da voz de Ozzy é único. Apenas ele possui esse timbre e apenas ele trabalha as melodias dessa forma tão distinta em relação aos outros artistas de heavy metal e hard rock.

Além disso, Ozzy sempre soube se cercar do melhor em se tratando de músicos para ajudá-lo. São inúmeras as histórias de sua participação na criação de alguns de seus maiores clássicos. Seja no riff inicial de Suicide Solution (no qual Randy Rhoads estava apenas fazendo alguns slides no instrumento e Ozzy viu ali um riff) ou No More Tears (cuja história consta na biografia do site www.ozzybrasil.com ).

Mesmo a simplicidade do então inexperiente Ozzy dos primeiros anos de Sabbath contou como ponto positivo para que a banda se tornasse grande. Naquela fase, em algumas músicas Ozzy se limitava a acompanhar os riffs de guitarra com a voz, coisa que um vocalista tarimbado não faria. Mas, agindo assim ele criou, junto à guitarra de Tony Iommi, temas fortes e atemporais, como Iron Man (que voltou a ser um grande sucesso ainda hoje após sua inclusão na trilha sonora do filme "Homem de Ferro") e N.I.B.

O que muitos se recusam a admitir é que Ozzy tem um talento natural para a música. A falta de instrução formal o tornou um cantor único, pois ele faz tudo de forma diferente e às vezes até "errada" em relação a vocalistas mais estudados.

Agora, eu pergunto: o fator "técnica vocal" influencia tanto assim na qualificação de um cantor? Sim e não! Pois aí temos dois tipos de vocalistas diferentes. Há aqueles que baseiam suas carreiras em vozes grandes e perfeitas, assim como existem aqueles que desenvolvem uma personalidade própria e uma musicalidade ímpar pela falta de informação que possui. Eu, particularmente, admiro os dois tipos de cantores. De Ronnie James Dio a Alice Cooper, de Ian Gillan a Mick Jagger, todos eles têm suas qualidades. O que me revolta hoje em dia é a insistência de pseudo-músicos em colocar a formação musical acima da música em si.

Ozzy Osbourne é uma das vozes mais representativas do rock. Sua importância enquanto cantor e criador de algumas das melodias mais bonitas e marcantes de todos os tempos é insuperável. Seu legado, com certeza, perdurará por muitos anos após sua morte, pois Ozzy tem a seu favor o fator mais importante para que uma obra seja imortalizada: ele é autêntico!!!!


 

Fonte: Ozzy Brasil
Postado por: Fabiano

 

Gus G conta como entrou para a banda de Ozzy

 

O novo guitarrista de Ozzy Osbourne, deu uma entrevista a revista Guitar World e conta como entrou para a banda do Madman

 

saiba mais
Edições deluxe do Album Scream

 

Ozzy Osbourne anunciou que irá lançar duas edições Deluxe de seu mais novo álbum "Scream" no próximo dia 05 de Outubro.

 

saiba mais
Parceiros:

Warning: Unknown: 1 result set(s) not freed. Use mysql_free_result to free result sets which were requested using mysql_query() in Unknown on line 0