10 motivos para você ler \"Eu sou Ozzy\"


02/07/2012

 


Por Lucas Haas



 



"Impagável, cara." - Diz Ozzy, quando espirrou tinta azul no pênis de Bill, se matando de rir ao lembrar da cena. Entre outras frases que você ri e interage de uma forma tão mágica, que parece que você está presenciando tudo.



Dentre os livros de biografias e histórias do rock que já li, nenhum se comparou ao "Eu sou Ozzy". Um dos maiores pontos para esta afirmação é a originalidade da qual o próprio Ozzy narra sua história e aventuras. É eletrizante, engraçado, cômico e muito, mas muito empolgante.



"Eu sou Ozzy" é uma leitura mais que obrigatória para os fãs do Madman,Você entra na história e volta no tempo como se fizesse parte do Black Sabbath ou como se fosse um amigo inseparável do príncipe das trevas, a modo que acompanhasse toda sua trajetória. Separei aqui, apenas dez motivos dos seiscentos e sessenta e seis motivos para você comprar este livro e ler duas, três, seiscentos vezes!



1°- Bem vindo ao OzzyWorld: Antes mesmo de começar a ler o livro, veja a contra-capa: A forma como ele mesmo se zoa é cômica. Resumidamente, seu pai lhe diz "Ou você vai ser famoso e ganhar muito dinheiro, ou será preso". Ozzy responde: "Estava certo, meu velho pai. Fui parar na cadeia antes dos 18 anos." Nos primeiros capítulos, você se sente como se acabasse de conhecer alguem muito doido, daqueles que mal sabem o nome e que conversa feito velhos amigos. É onde você mergulha de cabeça na história do pequeno John Osbourne.



2° - Ataques de riso: Piada boa é praticamente inesquecível, mas momentos que parecem piadas, realmente não dá pra esquecer. Eu estava na sala de espera do médico, onde havia uma média de dez ou doze pessoas. Estava lendo o livro numa parte que ele tentava esconder mais que rapidamente a droga espalhada pela casa, quando a polícia bate em sua casa. Na verdade, ele mesmo chamou a polícia sem saber, pois estava curioso pra saber o que um botãozinho na parede fazia. foi hilário, ou como ele mesmo diz, "impagável, cara."



3° - Momentos que fizeram história: Frase jornalística, porém com real sentido. Aquele momento que Ozzy está com seu pai esperando ansiosamente ao lado do radio a música Black Sabbath tocar foi iconico. Só de imaginar me dá arrepios.



4° - Diferente, mas sempre o mesmo: Chega uma parte no livro que você começa a se identificar com algumas coisas. o Ozzy durante a carreira no Black Sabbath e a transição para a solo trouxe muitas mudanças, tanto físicas como emocionais. A forma com que ele conhece algumas pessoas, como a Sharon e como ele lida com a mídia entre outras figuras que fizeram parte de toda a trajetória, faz com que você ganhe certa intimidade com a história. É simplesmente fantástico.



5° - Bastidores: Após ler o livro e em algum momento você se pega ouvindo Bark At the Moon e sabe que foi um disco que marcou brigas feias entre Ozzy e Sharon. É o mesmo que ouvir a música Black Sabbath e imaginar o jovem Ozzy com seu pai diante do rádio. Ai sim você percebe o quão envolvente a história se torna.



6° - Um grande exemplo: Para quem conhece pouco, sabe que o príncipe das trevas é rotulado como comedor de morcego e uma pessoa altamente maquiavélica. Lembro de um amigo comentando que ficou impressionado de como o sr John Osbourne é, e que o que muito rotulam, na verdade não é bem assim. Ele é uma pessoa maravilhosa, um bom chefe de família e com um coração bondoso. Você pode ter essa percepção a som com cores no seriado "The Osbournes" mas que sirva como um bom complemento para o livro.



 



7° - Siga o mestre: Durante sua carreira solo, Ozzy passa a aprender com os erros e tentar evitá-los na medida do possível. Ele transmite claramente uma preocupação com o público a modo que suas atitudes não sirvam de inspiração e como se arrepende de outras.



8° - Originalidade: O livro em geral é original no sentido de narração. Sempre odiei livros narrados demais ou limitado por personagens, acho que torna a leitura chata. Mas neste livro a esfera de leitura tem um macro diferente. Os "personagens" se limitam a Ozzy, Black Sabbath e alguns amigos, só. Porém, a forma que isso é agregado ao conteúdo e como ele transmite isso ao leitor é muito inteligente. Duvido que queria parar de ler.



9° - Trata-se de um ícone: É estranho, parece um campo distorcido da realidade. Quando você percebe que tá falando de um ícone mundial, não acredita como se pode criar tamanha intimidade com o conteúdo. É real a forma como te dá uma falsa sensação de pura proximidade. Em muitas partes, parece que ele tá conversando com você.



10° - Inspirador: Ao término você percebe que se torna inspirador. Ele é inspiração pra mim, para várias coisas, ainda mais pela personalidade fortíssima e o modo como enxerga o mundo. Se você não leu "Eu sou Ozzy" não se arrependerá em hipótese alguma. Eu li o livro umas quatro vezes e não enjoei. Nesta ultima, já ia rindo de partes próximas que já sabia da cena que estava por vir. É realmente muito bom e tocante. Ele custa por volta de 45 reais e é facilmente encontrado em grandes livrarias. Vale cada centavo investido.



 


 

Fonte: Ozzybrasil
Postado por:

 

"Eu Sou Ozzy" entre os mais vendidos no Brasil

 

Livro ocupa sétima posição na Revista Veja

 

saiba mais
O reinado de Ozzy no Brasil em dois estágios

 

Cobertura completa dos shows de Rio de Janeiro e São Paulo durante a turne do disco Black Rain

 

saiba mais
Parceiros:

Warning: Unknown: 1 result set(s) not freed. Use mysql_free_result to free result sets which were requested using mysql_query() in Unknown on line 0